Escolha seu idioma

Segurança da informação é um tema que ganhou corpo nos últimos anos, obtendo espaço nas mídias e tornando-se “commodity”, em empresas dos mais variados portes e segmentos. Em contrapartida é importante frisar que a popularização do termo SI (Segurança da Informação) foi motivada pela elevação no número de incidentes de segurança, ocorridos em âmbito mundial. Os transtornos gerados por estes incidentes são variados gerando, desde danos a imagem do negócio, vazamento de informações críticas, podendo acarretar em perdas financeiras substanciais.

O aumento do número de ocorrências influencia na percepção de valor sobre investimentos em SI, e fazem com que empresas busquem a estruturação de processos para garantir que seus negócios estejam protegidos contra os mais variados tipos de ameaças virtuais.

Em meio a este cenário, surgiu a norma internacional NBR ISO/IEC 27002, que foca nas boas práticas para a gestão da segurança da informação. Nos dias de hoje, ela é fundamental para a consolidação de um Sistema de Gestão de Segurança da Informação (SGSI), garantindo a continuidade e manutenção dos processos de segurança, alinhados aos objetivos estratégicos da organização.

Sanitização de Dados

Sanitização de Dados Sanitização de dados ou sanitização de discos é o ato de limpar, apagar, de forma irreversível, dados de um dispositivo de armazenamento, ou seja, eliminar permanentemente suas informações residuais. Existem vários sinônimos para esse ato de apagamento: wipe, higienização de dados, destruição de dados, destruição de informações residuais, dentre outros. Ou seja a sanitização é o processo de eliminação permanente de dados seja de Hds, pendrives ou do dispositivo que tenha dados de informações impedindo assim a recuperação das informações

O descarte de mídias é um assunto bem amplo. É importante estar alerta que as informações armaze­nadas em qualquer meio digital são passíveis de serem recuperadas, inclusive após a formatação das mídias de armazenamento. A sanitização é o processo usado para garantir que dados que foram apagados não possam ser facilmente recuperados. Trata-se de um elemento chave para garantir a confidencialidade dos dados.

Computadores, notebooks, servidores, HDs externos e pendrives possuem um tempo de vida útil. Geralmente quando são considerados inservíveis ou tecnologicamente defasados são descartados, vendidos, leiloados ou doados. Porém, mesmo formatados ou com defeito, os dados contidos naqueles equipamentos e dispositivos podem ser restaurados por especialistas ou até mesmo por “curiosos” ou pessoas mal intencionadas. Este problema pode ser resolvido com a sanitização dos dados contidos nos dispositivos de armazenamento.

A sanitização de dados é de extrema importância nos casos em que estejam envolvidos dados e/ou informações com algum grau de sigilo. O risco de vazamento de informações sigilosas, por meio de processo de recuperação de dados, requer a implantação de políticas que padronizem processos para mitigação desse mesmo risco.

O funcionamento da sanitização, processo de limpeza segura de HDs, consiste em sobrescrever os dados armazenados de maneira que impeça a recuperação, impedindo assim, o vazamento de informações.

A Tecnologia da Informação – TI evolui cada vez mais rápido, componentes eletrônicos estão cada vez menores e mais eficientes. Isso impacta diretamente nos dispositivos de armazenamento de dados, as mídias magnéticas e eletrônicas (Hard Disk - HD, Solid State Disk - SSD, pendrives e etc.) estão cada vez mais rápidas, baratas e com maior capacidade. Essas características, ao mesmo tempo que as tornam mais atrativas, também as tornam um risco à confidencialidade de informações. Quanto mais “espaço” se tem em um HD, ou em um pendrive, mais informações são salvas nesses dispositivos, e maior o risco de perda ou vazamento dessas informações. Também devido a essa rápida evolução e ao barateamento daquelas mídias, a frequência com que elas são descartadas é muito maior, e mais uma vez surge o risco de vazamento de informações sensíveis. Então, o que fazer para mitigar ou eliminar esse risco? A resposta é sanitizar. Submeter essas mídias a um processo de sanitização de dados a fim de que a recuperação desses dados se torne uma tarefa muito difícil, inviável ou até mesmo impossível. Normalmente, quando essas mídias são utilizadas por usuários domésticos, esse risco é ignorado. No entanto, no caso de empresas e órgãos públicos, as informações contidas nessas mídias, na maioria dos casos, possui valor estratégico para o negócio, e esse risco não pode ser ignorado.

A formatação comum do disco rígido não apaga definitivamente todos os arquivos lá contidos.

 Esse procedimento ganha mais importância quando lidamos com dados sensíveis e confidencias. Importante lembrar que nem todas as empresas dão a devida importância ao descarte desse tipo de material. São notórios os casos de acesso indevido aos dados de HDs descartados.

Você tem um plano para os equipamentos obsoletos? jogar no lixo não é uma opção e estocar em algum armazém é custoso e arriscado. Atualmente, é fundamental contar com um serviço de descarte de equipamento desde o início. Certifique-se de considerar proteção de dados confidenciais e reciclagem adequada ao escolher uma empresa de descarte.

 

Exclusão normal apenas remove a correspondente entrada de dados de um arquivo, o sistema de arquivos. Os dados permanecem no disco rígido e podem ser recuperados usando qualquer software de recuperação de dados. Para apagar dados, além da recuperação, o espaço em disco ocupado por dados apagados, deve ser substituído com os novos dados, pelo menos, três vezes.

Dica:  Fique atento quando seu computador pessoal quebrar e você for enviá-lo à assistência técnica. É possível retirar o HD para que seus dados não sejam indevidamente acessados ou utilizar a criptografia para proteção das informações não públicas.

 

Contate-nos para saber mais sobre o descarte de equipamento e outros serviços.

Licenças, Normas e Certificações

A Reciclagem Brasil comprometida com os mais altos padrões de qualidade e exigências do mercado, esta de acordo com as normas:

ISO9001

É uma norma de Sistema de Gestão da Qualidade que permite as organizações verificar a consistência de seus processos, medir e monitorá-los com o objetivo de aumentar a sua competitividade e com isso, assegurar a satisfação de seus clientes.

ISO14001

É uma norma de Sistema de Gestão Ambiental que visa prevenir a poluição gerada durante as atividades, produtos e serviços de uma organização.

OHSAS 18001

É uma norma de Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (SGSSO) que visa proteger e assegurar que os colaboradores de uma organização tenham um ambiente de trabalho saudável e seguro.

Buscando soluções ambientais para empresas e industrias?

Entre em contato e saiba como contratar.

(11) 4529-3776 ou Clique aqui

Tem interesse em nossas soluções ambientais para empresas e industrias?