Empresa de Reciclagem
Reciclagem Brasil

RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA

  Responsabilidade compartilhada é tudo o que uma pessoa física ou jurídica pode fazer para que o mundo seja melhor, qualquer pessoa pode realizar ações voluntárias e ter responsabilidades para com outras, o erro é pensar que a mesma é feita exclusivamente por empresas, é claro que estas têm maiores possibilidades de realizar tais ações e interferir positivamente na sociedade onde está inserida e, precisam realiza-las inclusive para a legislação.

Um dos aspectos mais visíveis do movimento gerado nos últimos anos é a adoção de práticas e deveres básicos tanto dos cidadãos quanto das organizações, sejam elas do setor privado, público ou terceiro setor.

       A empresa como sistema social organizado em que se desenvolvem relações diversas, além das estritamente econômicas, devem tomar medidas construtivas e integrar as preocupações da sociedade em suas políticas e operações comerciais, em particular, ambientais, econômicas e sociais.

   Podemos dizer que nesse contexto se insere a ética empresarial que, é o comportamento humano, abrangendo a dimensão racional da moralidade que, se preocupando com as normas, valores e crenças embutidas nos processos sociais que definem o certo e o errado para uma comunidade individual.

Responsabilidade Social

    Na atualidade os empresários estão se conscientizando de que a empresa não é somente uma entidade de produção e distribuição de bens e serviços que, atendem a determinadas necessidades da sociedade, mas que a mesma deve atuar de acordo com responsabilidade social que se concretiza no respeito aos direitos humanos e na preservação do meio ambiente. Isso mostra um padrão ético das organizações.

   Podemos dizer que a responsabilidade social empresarial se divide em: dimensão interna que, são práticas responsáveis socialmente que dizem respeito aos trabalhadores; investimentos realizados em recursos humanos, a saúde e a segurança do trabalho; gestão das mudanças provocadas pelo processo de reestruturação produtiva; gestão dos recursos naturais utilizados na produção; todas as ações políticas e programas dirigidos aos fornecedores, distribuidores e a todos os integrantes da cadeia produtiva. E também em dimensão externa que, inclui comunidades locais e amplo leque de interlocutores; consumidores, autoridades públicas e ONGs que defendem os interesses da região e do meio ambiente; ações políticas e programas dirigidos a qualquer grupo ou problema que não se encontre relacionados diretamente com a empresa, através de uma relação contratual ou econômica; iniciativas de apoio á comunidade, como doações, participação em fóruns, etc. Essas responsabilidades colocadas em prática trazem benefícios abrangentes em diversos seguimentos.

Meio Ambiente

    É evidentemente possível ganhar dinheiro e proteger o meio ambiente mesmo não sendo uma organização que atua no mercado verde, por exemplo, reciclagem de materiais; reaproveitamento dos resíduos internamente ou na sua venda para outras empresas; desenvolvimento de novos processos produtivos com utilização de tecnologias mais limpas ao ambiente; vantagens competitivas; patentes; etc. Produtos obtidos de matéria primas ou recicláveis que não agridem o meio ambiente e que tem baixo consumo de energia devem ter a preferência das organizações engajadas na causa ambiental.

    Ressaltado com muita relevância, hoje em dia os consumidores estão cada vez mais atentos ao que se compram e sua origem, isso mostra que os mesmos avaliam o perfil da organização segundo diversas variáveis, indicando que para cada um dos quesitos colocados, a empresa apresenta características “amigáveis” ou “agressivas” ao meio ambiente. Com esse fator as organizações tendem a se adaptar ao público e serem mais participativas nas ações benéficas para com a sociedade e o meio ambiente.

Responsabilidade Social no Brasil

O movimento de responsabilidade social no Brasil não é novo, porém o mesmo ganhou força em média há uns doze anos, no começo mais se falavam do que se agia nas empresas e logo mais começaram a colocar em prática tal questão da sustentabilidade. Agora a sociedade está exigindo das empresas e os investidores estão dando prioridade as que fazem ações sustentáveis e de responsabilidade social.

     Com base em estudos filosóficos, se pode dizer que muitas pessoas pensam que a ética tem a ver com um conjunto de convenções sociais ou um decreto religioso. Na filosofia profissional, normalmente não consideramos que essa seja a definição de ética. A ética filosófica poderia ser chamada de estudo do que é bom e ruim. Geralmente, a ética filosófica se preocupa em descobrir um sistema que se possa usar para determinar quem ou o que é bom e, atinge a vida pessoal e profissional do ser humano.

Pesquisas demostram que empresas sustentáveis superam significativamente suas contrapartes menos sustentáveis. Portanto, a procura de informações que demonstrem os registros e o desempenho ambiental, social e de governança da empresa, está fazendo grande diferença no mundo dos negócios atuais. Então, pode-se dizer que tudo isso equivale ao início de uma pressão genuína sobre as empresas para demonstrar de maneira mais eficaz que elas estão adotando medidas para avaliar, mitigar e medir o impacto de suas atividades nos direitos humanos. 

   Outro ponto de extrema importância que vale ressaltar é a ética e política, sendo conceitos complexos, existindo uma estreita relação entre eles, que é revelada na conduta das atividades exercidas que deve ser devidamente observadas pela população. 

    Todos os tipos de ação e convívio carregam intrinsecamente uma conotação e presença de valores. Valores interpenetram nos possuem e sempre nos estimulam a agir. Eles fazem parte da própria constituição do ser humano. Na linguagem cotidiana, é comum dizer – e isso não é incorreto – que tanto a ética quanto a moral estão relacionadas a qualificações de bom ou ruim. Essa questão, no entanto, torna-se intrigante e muito mais complexa, quando chegamos a perguntar sobre esses fundamentos. 

    É de grande valia destacar que esses termos fazem parte também da vida profissional dos indivíduos e que, refere-se a uma crença básica ou central que começa com um indivíduo e depois se expande para um grupo que está trabalhando juntos. Sem ser claramente definido, o grupo poderia assumir as filosofias de personalidades dominantes no grupo, que possa não se alinhar com a dinâmica desejada da organização. A filosofia de qualquer empresa serve como modelo para a operação. Esta declaração descreve o objetivo geral do negócio, juntamente com seus objetivos.

Gostou do Artigo? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *